Para deixar os remédios em ordem na sua ‘farmácia pessoal’, o Ministério da Saúde elaborou e disponibilizou dicas essenciais que fazem toda a diferença na conservação e no uso correto dos medicamentos:

  • Mantenha os medicamentos em lugares secos e frescos, seguros e específicos para este fim. Pode ser numa caixa organizadora, ou mesmo num espaço só para eles no armário. Evite guardá-los com produtos de limpeza, perfumaria e alimentos;
  • Coloque na geladeira apenas os medicamentos líquidos, conforme orientação do profissional de saúde. Não acondicione remédios na porta da geladeira, onde sofre mais alterações de temperatura;
  • Se você costuma usar o porta-comprimidos para guardar os medicamentos, deixe somente a quantidade suficiente para no máximo 24 horas. Os recipientes devem ser cuidadosamente limpos, secos e identificados com os nomes dos remédios;
  • Não divida os comprimidos sem marcação e não abra aqueles que são revestidos por cápsulas;
  • Se você comprar um medicamento em blister, comece a usá-lo pela parte que não contém o nome do medicamento na parte de trás, para facilitar a identificação;
  • Não triture a medicação e evite consumi-la com sucos, chás ou leites que podem até impedir a absorção adequada do princípio ativo. Acostume-se a tomá-lo apenas com água;
  • O armazenamento de medicamentos deve ser individualizado para evitar erros e trocas com remédios de outras pessoas;
  • Lave as mãos antes de manusear qualquer medicamento;
  • Manuseie os medicamentos em lugares claros, nomeie as embalagens e leia o nome antes de tomá-los, para evitar trocas;
  • Abra somente um frasco ou embalagem de cada medicamento por vez;
  • Mantenha os remédios nas embalagens originais para facilitar sua identificação e o controle da validade;
  • Observe frequentemente a data da validade e nunca tome medicamentos vencidos;
  • Consulte um farmacêutico, caso observe qualquer mudança no remédio, como cor, mancha ou cheiro;
  • Utilize preferencialmente o medidor que acompanha o medicamento. Lave-o logo após o uso;
  • Guarde os medicamentos suspensos ou de tratamentos antigos em local separado dos remédios em uso;
  • Não passe o bico do tubo do medicamento em feridas ou na pele quando usar pomadas. Você pode contaminá-lo;
  • Mantenha a receita médica junto aos medicamentos, para tirar possíveis dúvidas quanto ao uso;
  • Faça o descarte correto do medicamento. Hoje em dia, as farmácias já possuem lixeiras especiais para receber medicamentos, sprays e outras substâncias farmacêuticas vencidas;
  • Lembre-se: a automedicação é perigosa e pode levar ao agravamento de alguma doença. Em caso de dúvidas, procure o médico ou o posto de saúde mais próximo.

Em caso de dúvidas referentes ao armazenamento ou qualquer outro assunto relacionado a medicação, entre em contato conosco, que retornaremos em até 5 dias.

Central de Informações
assistenciafarmaceutica@unimedriopreto.com.br