29 de Setembro – Dia Mundial do Coração

Comemorada no dia 29 de setembro, o Dia Mundial do Coração tem por objetivo alertar e conscientizar a população sobre a importância de manter hábitos saudáveis e preservar a saúde do coração. As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo, de acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS), o que motivou a criação da data.

Para combater as principais doenças que afetam o coração, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a prática de atividades físicas aliada a uma alimentação balanceada, com baixa concentração de sódio e açúcar, além de acompanhamento médico e nutricional.

Alguns fatores de risco são determinantes para a ocorrência das doenças, tais como:

– Diabetes;
– Hipertensão;
– Tabagismo;
– Estresse;
– Obesidade;
– Doença da Tireoide;
– Colesterol alto;
– Histórico familiar.

A incidência de doenças cardiovasculares cresceu 9% nos últimos 20 anos, segundo o Ministério da Saúde. Um dos fatores preponderantes para impulsionar as estatísticas é a má alimentação do brasileiro, repleta de exageros na quantidade de sal, açúcar, produtos industrializados, frituras, entre outros abusos que são gatilhos para problemas como hipertensão, diabetes e obesidade.

O Ministério da Saúde disponibiliza a Dieta Cardioprotetora Brasileira, desenvolvida em conjunto com o Hospital do Coração (HCOR), que pode orientar em relação ao consumo adequado dos alimentos. A cartilha é organizada conforme as cores da bandeira nacional, separando os alimentos nas categorias verde (consumir em maior quantidade), amarela (consumir com moderação) e azul (consumir em menor quantidade.

Levante a bandeira da saúde – Dieta Cardioprotetora Brasileira

Grupo verde: Composto por frutas, verduras, legumes, feijão, leite e iogurte desnatado, por exemplo. São opções que podem ser consumidas mais vezes ao dia. São considerados os alimentos mais cardioprotetores, que só têm nutrientes bons, como antioxidantes, fibras, vitaminas e minerais.

Grupo amarelo: É formado por arroz, macarrão, pão, margarinas, óleos e castanhas, entre outros. Devem ser consumidos de forma moderada, por fornecer mais energia e carboidratos.

Grupo azul: São alimentos como carnes vermelhas, ovos, manteiga e queijos, que precisam ser ingeridos em menor quantidade ao longo do dia, por causa da quantidade de gordura saturada, colesterol e sódio, mas que, ao mesmo tempo, também são necessários para a nossa saúde.

Na prática, significa que o paciente pode comer de tudo que está acostumado na sua região, mas de uma forma balanceada. A dieta considera o que tem na mesa do brasileiro, classifica os alimentos e mostra como consumi-los de forma equilibrada.

Seu coração vale muito e você sempre pode cuidar melhor dele.

Fonte: Ministério da Saúde do Brasil/Hospital do Coração (HCOR)

O nosso plano é estar sempre ao seu lado por isso estamos por aqui também! Central 24 horas - (17) 3202-1223 SAC 24 horas - 0800 772 94 67

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *