Aedes aegypti. Um mosquito. Muitos riscos.

O mosquito Aedes aegypti é o transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela (ciclo urbano). Essas doenças infecciosas transmitidas por insetos são chamadas de arboviroses.
Menor do que os mosquitos comuns, o Aedes aegypti é preto com listras brancas no tronco, na cabeça e nas pernas.

Suas asas são translúcidas e o ruído que produz é praticamente inaudível ao ser humano. Põe seus ovos em recipientes como latas e garrafas vazias, pneus, calhas, caixas d’água descobertas, pratos sob vasos de plantas, ou qualquer outro objeto que possa armazenar água limpa, como a da chuva, por exemplo, e pode procurar ainda criadouros naturais, como bromélias, bambus e buracos em árvores.

É um mosquito urbano, embora tenha sido encontrado na zona rural, onde foram levados em recipientes que continham ovos e larvas. Comuns em regiões de clima tropical e subtropical. Devido a essas características do mosquito, o controle dessas doenças é um desafio de saúde pública. Por isso, todos temos que contribuir para evitar a reprodução do Aedes aegypti.

Conheça mais sobre cada doença:

Dengue

Aparição no Brasil: século 19.

Principais sintomas: febre alta, dor de cabeça, dores no corpo e articulações, fraqueza, dor atrás dos olhos e manchas vermelhas na pele, às vezes com coceira. Pode haver ainda perda de peso e vômito e, na forma grave, dor abdominal e sangramento de mucosas.

Transmissão: principalmente pela picada do mosquito Aedes aegypti, mas há registros de transmissão vertical (gestante-bebê) e por transfusão de sangue.

Zika

Aparição no Brasil: 2015.

Principais sintomas: dor de cabeça, febre baixa (ou ausente), dores leves nas articulações, manchas vermelhas na pele com coceira intensa e vermelhidão nos olhos. Eventualmente, também inchaço no corpo, dor de garganta, tosse e vômito.

Transmissão: picada do mosquito Aedes aegypti, transmissão vertical (gestante-bebê) e por transfusão de sangue.

Chikungunya

Aparição no Brasil: 2014.

Principais sintomas: febre alta e abrupta, dores intensas nas articulações dos pés e mãos, além de dedos, tornozelos e pulsos. Pode ocorrer ainda dor de cabeça, dores nos músculos e manchas vermelhas na pele, com coceira intensa.

Transmissão: pela picada dos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus.

Febre amarela

Aparição no Brasil: século 17.

Principais sintomas: início súbito de febres, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores musculares, vômitos e fraqueza. A doença tem importância epidemiológica por sua gravidade clínica e potencial de disseminação.

Transmissão: pela picada dos mosquitos Aedes aegypti na área urbana e dos mosquitos Haemagogus e Sabethes na área rural ou de florestas.

Importante: existe uma vacina bastante segura e eficaz contra a febre amarela distribuída gratuitamente nos postos de saúde. Em vários estados brasileiros, essa vacina já faz parte do Calendário Nacional de Vacinação. 

Previna-se!

Verifique sua carteira de vacinação e agende agora sua vacina.
Serviço de vacinação domiciliar.
Unidade de vacinação aberta ao público.

Unidade de Vacinação Unimed Rio Preto
Av. Bady Bassitt, 4870 – Alto Rio Preto – São José do Rio Preto/SP
 (17) 3202.1112 ou (17) 99282-8780.

Fonte: Unimed Brasil.

O nosso plano é estar sempre ao seu lado por isso estamos por aqui também! Central 24 horas - (17) 3202-1223 SAC 24 horas - 0800 772 94 67

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *