Muitas pessoas já perceberam que com a transição outono-inverno ocorrem algumas mudanças em nosso organismo, em especial associadas as variações climáticas do período, geralmente mais seco e frio.

A produção de urina está diretamente relacionada com o volume de líquido ingerido durante o dia. Além disso, em um clima quente e seco ocorre maior transpiração pela pele e perda de líquidos durante a respiração. O oposto ocorre em um clima frio e úmido. Por isso é importante termos a consciência do que a falta de líquido pode ocasionar e os cuidados que temos que ter, veja abaixo:

O que é INFECÇÃO URINÁRIA?

A infecção do trato urinário é causada por fungos ou bactérias que percorrem o canal da uretra e se alojam na bexiga e, apesar de apresentar maior incidência em mulheres, pode acometer também em homens e crianças, em especial meninas ainda no uso de fraldas.

SINTOMAS:

  • Micções frequentes acompanhadas de urgência e ardor o urinar;
  • Jatos reduzidos;
  • Modificação na cor da urina, que passa a ser turva, rosada ou com sinais de sangue;
  • Odor forte;
  • Febre;
  • Dores na região lombar;
  • Dor pélvica em mulheres;
  • Dor retal em homens.

Em casos mais graves onde as bactéria se espalham para corrente sanguínea, o paciente pode ter sintomas como queda do estado geral, febre, náuseas e vômitos, e pode ser preciso recorrer à internação para tratamento endovenoso.

CUIDADOS:

  • Ingerir muita água;
  • Ir ao banheiro com frequência, não segurar a urina;
  • Higienizar as mãos antes e após as micções;
  • Urinar após a relação sexual;
  • Troca regulamente as roupas íntimas;
  • Tratar a prisão de ventre, ela pode levar uma propagação de bactérias nas vias urinárias;
  • Realizar limpeza nas mulheres de frente para trás, evitando contaminação;
  • Trocar absorvente interno a cada 2 ou 3 horas;
  • Evite o estresse, fadiga e nervosismo, pois podem reduzir o sistema imunológico e propiciar o aparecimento de infecções .

FONTE: Sociedade Brasileira de Urologia.