Os sintomas do Coronavírus são leves para 85% dos casos, sendo os mais comuns: febre, tosse, dor de garganta, coriza, dores no corpo. Esses sintomas, geralmente, são leves e começam de forma gradual. Alguns pacientes infectados por coronavírus podem não apresentar sintomas.

Em idosos acima de 80 anos e na presença de doenças crônicas, como pressão alta, problemas cardíacos, diabetes e pessoas em tratamento para câncer, têm maior probabilidade de desenvolver doença respiratória grave, e há aumento da mortalidade. Em paralelo, os casos de letalidade em crianças são próximos a zero, não sendo elas um grupo de risco da COVID-19.

A maioria das pessoas (cerca de 80%) se recupera da doença sem tratamento especial. Aproximadamente um em cada seis pessoas infectadas fica gravemente doente e desenvolve dificuldade para respirar. Apenas 15% dos casos precisarão de internação hospitalar.

Pessoas que desenvolvem pneumonia podem levar mais tempo para se recuperar (dias a semanas). Pessoas com febre (maior que 37,8ºC), tosse e dificuldade para respirar e que tiverem viajado ou tido contato com pessoas vindas de países com transmissão local devem procurar atendimento médico.

O principal sinal de gravidade é a falta de ar, nessas situações a procura pelo atendimento médico é primordial. Caso apresente sintomas, em qualquer faixa etária, entre em contato com o canal de dúvidas, (17)
3513.7657, com nosso profissional de saúde especializado para receber o devido suporte, com orientações de autocuidado, observação domiciliar e direcionamento do cuidado.

Para esses atendimentos emergenciais, a Unimed Rio Preto, estruturou um setor específico no Complexo de Saúde para o atendimento e manejo dos casos suspeitos de síndrome respiratória.

Fonte: Informe da Sociedade Brasileira de Infectologia de 12/03/2020; Equipe Médica de Atenção à Saúde Primária Unimed São José do Rio Preto