De olho na circunferência abdominal

Acúmulo de gordura na região do abdome pode indicar risco de doenças cardiovasculares

 

A obesidade é considerada pela Organização Mundial da Saúde – OMS como a epidemia global do século XXI. No Brasil, dados do Ministério da Saúde revelam que mais de 50% da população está acima do peso.

Diversos estudos sugerem que a gordura abdominal, que pode ser medida pela relação numérica entre a circunferência do abdome e a do quadril, é considerada a mais perigosa para a saúde. Isso porque ela está relacionada a um maior risco de desenvolver, sobretudo, problemas cardiovasculares, devido ao aumento da pressão arterial, diabetes e colesterol alto, entre outros fatores.

De acordo com o cardiologista do IMC/HMC, José Carlos Aidar Ayoub, a medição da circunferência abdominal, utilizando fita métrica, pode ser considerada uma boa ferramenta para diagnosticar fatores de riscos.

“Os resultados da relação cintura-quadril variam de acordo com o sexo, devendo ser de no máximo 88 cm para mulheres e 102 cm para homens. Resultados iguais ou superiores a esses valores indicam alto risco para doenças cardiovasculares, sendo importante lembrar que quanto maior o valor, maior o risco”, explica o cardiologista.

Ele ainda afirma que a principal forma de “tratamento” indicado para esse problema, é a perda de peso. “Para isso é fundamental uma dieta bem planejada e prática de exercícios físicos regulares com orientação médica”, orienta Ayoub.

A Unimed Rio Preto tem projetos para auxiliar os pacientes na diminuição da circunferência abdominal. Os grupos “Bem na Medida”, para pessoas obesas, IMC acima de 30, e o “Bem na Medida Sobrepeso”, para quem tem o Índice entre 25 e 29,9, são específicos para a redução de peso e de dimensão abdominal.

“Durante os cursos, além do atendimento multidisciplinar com psicólogos, nutricionistas e educador físico, a medição é feita semanalmente ao longo de sete semanas e, posteriormente, uma vez por mês durante um ano”, explica a nutricionista da Unimed, Marise Bandeira.

Além disso, a equipe de enfermagem da Medicina Preventiva sempre realiza a avaliação abdominal durante atividades externas. Em eventos realizados pela Unimed Rio Preto e visitas de triagem, as pessoas também são examinadas e recebem orientações. Quando o paciente é diagnosticado com a circunferência fora do ideal, é encaminhado para os grupos e, caso não tenha disponibilidade, terá acompanhamento com a enfermagem.

O gerente de vendas Odair José Fioravante tem 60 anos e, há quatro meses, olhou-se no espelho e questionou o peso. Com 101 quilos procurou a Unimed e iniciou o curso “Bem na Medida”. Durante o processo, recebeu apoio psicológico e clínico para diminuir as medidas. Hoje, tem 10 quilos a menos e sente a diferença. “Minha vida é outra. Hoje consigo caminhar, respirar. A Unimed mudou a minha vida.”

José Carlos Aidar Ayoub – CRM SP: 24.695

Cardiologia Geral

Telefone: (17) 3203-4000

 

Medicina Preventiva Unimed Rio Preto

(17) 3202-1120

O nosso plano é estar sempre ao seu lado por isso estamos por aqui também! Central 24 horas - (17) 3202-1223 SAC 24 horas - 0800 772 94 67

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *