Prevenção contra a dengue

Vacina é mais uma arma contra a doença

Quando a doméstica Alessandra Sanches Musili Martins ficou sabendo que a vacina contra a dengue já estava disponível na Unidade de Vacinação da Unimed Rio Preto, logo se informou e tomou a primeira de três doses. “Já peguei dengue por duas vezes, não quero passar por isso de novo”, afirma.
Assim como ela, milhões de brasileiros já foram afetados pela doença que, além de mal-estar intenso e outras complicações, pode até levar a óbito. Por esse motivo, a vacina chega como mais uma arma eficiente.

Segundo o laboratório fabricante da vacina, o Sanofi Pasteur, ela imuniza contra quatro diferentes sorotipos e deve ser administrada em três doses, uma a cada seis meses. É indicada para pessoas com idade entre nove e 45 anos, inclusive as que já tiveram a doença, exceto gestantes, lactantes e imunodeprimidos.

A supervisora de enfermagem da Unidade de Vacinação da Unimed Rio Preto, Priscila Vicentin, explica que este é o momento para tomar a vacina. “O número de casos aumenta muito durante os meses do Verão, pois a quantidade de chuva e as temperaturas elevadas criam um ambiente propício para a reprodução do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da doença. Por isso, quem tomar agora, já estará protegido quando isso acontecer”, explica.

A aplicação é simples e o pagamento pode ser parcelado com cartão de crédito. “Não é preciso ser cliente Unimed Rio Preto para tomar. Basta ir até o local e solicitar a aplicação”, afirma Priscila.
Quem também recebeu a primeira das três doses foi o estudante Matheus Vanzelli Mendes. “É muito importante estarmos alertas com relação à  dengue, já que a doença é muito severa e pode levar à morte. Todo cuidado é pouco. Fiquei sabendo da vacina pela minha mãe. Agora estou mais  tranquilo”, diz. “As pessoas estão mais conscientes com relação à importância da vacinação. Se temos essa opção disponível, não há porque não utilizá-la. Mas é muito importante não esperar que surjam surtos ou mortes em decorrência da doença. Nesses casos, a procura aumenta muito. Além disso, as vacinas não têm efeito imediato no organismo, elas demoram um determinado período para imunizar o corpo. Por isso, a melhor hora para se vacinar contra a dengue é agora”, orienta Priscila.
A vacina é mais uma arma, mas os cuidados básicos não podem parar, mesmo por quem já está vacinado. Todos precisam manter calhas, ralos e quintais limpos, eliminar recipientes que possam acumular água limpa como os pratinhos de vasos, entre outros. O combate ao mosquito transmissor deve ser constante.

Powered by Rock Convert
O nosso plano é estar sempre ao seu lado por isso estamos por aqui também! Central 24 horas - (17) 3202-1223 SAC 24 horas - 0800 772 94 67

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *