plano de saúde empresarial

Plano de saúde empresarial: respondemos as suas principais dúvidas!

Escolher um plano de saúde empresarial para os colaboradores nem sempre é uma tarefa fácil. Dúvidas sobre o número permitido de funcionários, o período de carência, os valores gastos, entre muitas outras, são comuns entre os gestores que ficaram responsáveis pela contratação de um.

Se você está vivendo essa fase de questionamentos acerca do plano de saúde ideal para sua empresa, continue a leitura deste artigo e descubra as respostas para as questões que mais geram dúvidas e inseguranças. Vamos lá?

Qual é a importância de fazer um plano empresarial para os funcionários?

Tópicos sobre saúde e bem-estar estão em alta nos dias de hoje, especialmente dentro das empresas. Isso porque a dinâmica corporativa e a maneira de tratamento dos funcionários vêm sofrendo grandes mudanças positivas, com muito mais foco em humanização, valorização e inclusão.

Então, partindo da premissa que o colaborador é visto e tratado como um ser humano e não como uma máquina, os empregadores passaram a se preocupar muito mais com a saúde dos que trabalham para eles, aumentando a necessidade da contratação de planos empresariais para proporcionar mais qualidade de vida e bem-estar.

No entanto, os benefícios não se restringem apenas a eles, impactando também nas empresas, que podem contar com funcionários mais saudáveis e motivados para trabalhar melhor, com sentimento de valorização. Mas as vantagens não param por aí. Veja outros motivos pelos quais as empresas não podem negligenciar a contratação de um plano de saúde empresarial:

  • maior produtividade dos funcionários — com a saúde em dia, os trabalhadores poderão dedicar mais esforços ao trabalho, tendo mais energia e criatividade para entregar resultados cada vez mais rápidos e melhores;
  • sensação de segurança e valorização — ao sentirem que a empresa se preocupa com seu bem-estar, os colaboradores desempenham suas funções com muito mais segurança, sentindo-se valorizados e bem-assistidos;
  • melhor relacionamento com a empresa e retenção de talentos — os colaboradores terão muito mais respeito e admiração pela empresa na qual trabalham, pensando duas vezes antes de aceitar uma posição na concorrente;
  • diminuição na taxa de absenteísmo e de afastamentos — com a contratação do plano de saúde, as faltas ou os afastamentos no trabalho por motivos de saúde podem reduzir, já que existe a possibilidade de empregar ações de saúde preventiva;
  • imagem positiva no mercado — a maioria dos clientes gosta de fazer negócios com empresas que demonstram apreço e respeito pelos seus funcionários, algo que pode ser demonstrado com a disponibilização de bons planos empresariais.

A partir de quantos funcionários é permitida a contratação de planos empresariais?

A partir de 2 funcionários já é possível contratar um plano de saúde empresarial. Em geral, existem 4 tipo de perfis, sendo eles:

  • Plano de Saúde Empresarial PME (pequenas e médias empresas) — pode ser contratado quando o estabelecimento tem entre 2 e 99 funcionários, dentre eles sócios e dependentes, sendo que cada operadora definirá a tabela de preço de acordo com a faixa etária e os fatores para reajustes;
  • Plano de Saúde Empresarial PJ — pode ser contratado por empresas que tenham mais de 100 funcionários;
  • Plano de Saúde por Adesão — contratado por sindicatos de categorias e gerenciado por administradoras.

Qual é o período de carência para os usuários?

Alguns serviços dos planos corporativos só podem ser usados depois de certo período, tal como acontece com os planos para pessoas físicas. Apesar de poderem variar muito de acordo com cada operadora e contrato, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) estabelece algumas normas:

  • 300 dias para exames gestacionais e parto;
  • 180 dias para internações, cirurgias e procedimentos complexos;
  • 30 dias para consultas ambulatoriais e exames simples;
  • 24 horas para qualquer procedimento de urgência e emergência.

Qual é o custo para a empresa? Sai muito caro?

Como os preços variam muito dependendo de cada contrato e operadora, não existe qualquer tabela ou documento que informe todos os valores dos planos empresariais. Há uma série de fatores que interfere nos preços e pode, inclusive, ser personalizada de acordo com a necessidade da empresa, como a abrangência geográfica, os hospitais e clínicas cobertos, a acomodação hospitalar, a faixa etária etc.

No entanto, a ANS publicou um estudo com uma média dos preços em 2016. É importante levar em consideração que esses valores sofreram alterações de lá para cá, valendo apenas para uma base superficial. Por exemplo, na faixa etária de 24 a 28 anos, a média de preço dos seguros de saúde corporativos era de R$ 218,75 por vida. Para a faixa entre 34 e 38 anos, o valor subia para R$ 272,03. Já para os mais velhos, esse valor poderia chegar até R$ 878,89 (a partir de 59 anos).

É importante ressaltar que, na grande maioria dos casos, a maior parte do valor gasto é revertido indiretamente em produtividade e permanência do funcionário, permitindo que as empresa retenha os melhores talentos e continue a prosperar.

Como escolher o melhor plano corporativo?

Primeiramente, é preciso incorporar um agente do FBI e investigar as operadoras com as quais você pretende fazer negócio. Essa investigação abrange aspectos de ética e idoneidade, analisando se elas já tiveram problemas com a justiça, se mantiveram algum tipo de comercialização não válida perante a lei, se cumprem prazos e honram pagamentos, se há muitas reclamações de clientes e ex-clientes, entre outros.

Depois de ter feito um filtro, chegou a hora de comparar os orçamentos e optar não pela mais barata, mas pela que oferece maior relação entre custo e benefício. Por último, analise cuidadosamente o contrato, observando as letras miúdas, conferindo todos os hospitais e clínicas cobertos, os exames complementares, o número de diárias em caso de internações, além da área geográfica coberta pelo plano.

Plano de saúde empresarial em S. J. do Rio Preto e Noroeste paulista

O plano de saúde empresarial da Unimed Rio Preto atende a todos os requisitos citados anteriormente e possui grande diferencial no mercado. A carência, por exemplo, inexiste em contratos de empresas com 30 ou mais funcionários, além de garantir a não suspensão da cobertura de procedimentos de alta complexidade e a disponibilização de leitos com alta tecnologia, que atendem a todas as necessidades do paciente.

Como visto, fazer um plano de saúde empresarial é não só importante para a saúde e satisfação dos colaboradores, mas também para a prosperidade da sua empresa!

Gostou do artigo? Então entre em contato conosco para podermos ajudar você nessa empreitada!

O nosso plano é estar sempre ao seu lado por isso estamos por aqui também! Central 24 horas - (17) 3202-1223 SAC 24 horas - 0800 772 94 67

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *