doenças cardíacas

As principais doenças cardíacas e o que você pode fazer sobre elas

Durante a pandemia desencadeada pelo novo coronavírus, o número de mortes por doenças cardíacas cresceu em alguns estados do Brasil, como exemplo temos Manaus, um dos estados que passou por situação mais crítica no país. O dado é do estudo conduzido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e do Hospital Alberto Urquiza Wanderley. O fato evidencia a urgência de compreender sobre essas doenças e cuidar da saúde de maneira adequada, a fim de se evitar sequelas.

Para ajudar você a entender quais são as principais doenças cardíacas, principais sintomas, causas e tratamentos, preparamos este artigo. Acompanhe!

Quais são as principais doenças cardíacas?

As doenças cardíacas, conhecidas entre a população como doenças do coração, são a principal causa de mortes em todo o mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Alguns fatores potencializados pela pandemia têm contribuído para o aumento desse número devido ao estresse e ansiedade que toda a população tem vivido, o que exige um olhar mais atento para prevenir e identificar essas doenças.  

Separamos para você quais são as principais doenças cardíacas. Acompanhe! 

Doença Cardíaca Hipertensiva (hipertensão arterial)

É consequência da hipertensão arterial que pode sobrecarregar o coração e os vasos sanguíneos e causar a doença. O quadro pode evoluir para cardiomegalia (aumento do tamanho do coração), insuficiência cardíaca (perda da função do coração) e sintomas relacionados com a própria hipertensão arterial, como: 

Sintomas

  • dor de cabeça;
  • visão borrada;
  • falta de ar;
  • zumbido no ouvido;
  • dores no peito;
  • tontura.

 Causas

Esse tipo de doença, de modo geral, é causada quando há um endurecimento e resistência dos vasos sanguíneos para a passagem do sangue, fazendo com que o coração precise fazer uma força maior para o bombeamento do sangue. 

São fatores de risco da doença o consumo de bebidas alcoólicas, obesidade e o sedentarismo, além da idade e do consumo excessivo de sal. Um fator importante e não modificável é o componente genético. Filhos de pais hipertensos têm maiores chances de desenvolverem a doença na fase adulta. 

Tratamentos

Apesar de não ter cura, controlar a hipertensão arterial é possível por meio de tratamento com medicamentos associados a uma mudança de estilo de vida, com hábitos mais saudáveis. É imprescindível o seguimento multiprofissional para a adesão de medidas não medicamentosas e abandono de hábitos inadequados, como o tabagismo e o consumo de álcool e gorduras. 

Doença Cardíaca Inflamatória

Essa doença causa inflamação do músculo cardíaco (miocardite). Uma inflamação que se dissemina pelo coração pode causar insuficiência cardíaca e ritmos cardíacos anormais. 

  • trombos na parede cardíaca;
  • dilatação cardíaca;
  • infiltração das células sanguíneas circulantes, ao redor das coronárias e entre as fibras da musculatura.

Sintomas

Os principais sintomas da miocardite são:

  • sensação de falta de ar;
  • dor no peito;
  • batimento cardíaco irregular;
  • inchaço das pernas e pés;
  • cansaço excessivo;
  • tonturas.

 Causas

Dentre as principais causas de miocardite, podem ser incluídas infecções por vírus (entre eles o Sars-CoV-2), bactérias, protozoários ou fungos, medicamentos, doenças auto-imunes, consumo exagerado de álcool, consumo de drogas, entre outros. 

 Tratamentos

Além do repouso para não forçar o coração, pode ser necessário o uso de antibióticos, antifúngicos ou antivirais. Medicamentos para combater a pressão alta, diuréticos e betabloqueadores também podem ser indicados como tratamento pelo médico, a depender de cada caso e do envolvimento mais grave do coração. Na maioria das vezes, o quadro é autolimitado e a recuperação é favorável. 

Doença Reumática

A doença reumática pode comprometer as articulações, o coração e o cérebro, e ocorre em surtos decorrentes da febre reumática, o que pode deixar sequelas cardíacas graves. Caso a doença não receba um tratamento adequado, é possível que ela afete o músculo e as válvulas cardíacas tanto de forma aguda como de forma crônica, requer atenção nas diversas etapas da vida. 

Sintomas

Os principais sintomas da doença reumática são:

  • febre;
  • inchaço;
  • cansaço constante;
  • dores nas articulações;
  • falta de ar.

Causas

As doenças reumáticas são desencadeadas pela infecção pelo Streptococcus pyogenes Beta-Hemolítico do Grupo A.

Tratamentos

O tratamento é feito com a interação medicamentosa à base de penicilina, e depende da gravidade da lesão cardíaca. Dependendo do comprometimento da função do coração, será necessário o tratamento voltado para a insuficiência cardíaca na forma crônica. 

Acidente Vascular Cerebral (AVC)

Conhecido pela população como “derrame cerebral”, o AVC é uma das doenças mais graves relacionadas ao coração. Ela é decorrente da falta de sangue em determinada área do cérebro, decorrente da obstrução de uma artéria.

Sintomas

Os principais sintomas do AVC são:

  • dificuldade para falar e compreender;
  • dificuldade para andar;
  • paralisia ou dormência da face, da perna ou do braço.

Causas

Falta de oxigenação no cérebro, que leva à perda das funções dos neurônios, desencadeando sintomas e sinais que vão depender da região do cerebral envolvida. A doença é a causa mais recorrente de morte e incapacidades na população ativa brasileira.

Tratamento

O tratamento precoce é feito com interação medicamentosa com anticoagulante. Outros tratamentos podem ser combinados para limitar complicações e prevenir mais acidentes vasculares cerebrais.

Infarto Agudo do Miocárdio (IAM)

Popularmente conhecido como ataque cardíaco, o infarto agudo do miocárdio é caracterizado pela ausência ou pela redução da circulação sanguínea no coração.

Dessa forma, o miocárdio, importante músculo cardíaco, não recebe oxigênio e nutrientes, e isso pode causar lesões às células do corpo, levando o paciente à morte.

Sintomas

Os sintomas incluem do IAM incluem:

  • tontura;
  • sensação de aperto no peito;
  • batimento cardíaco anormal;
  • fadiga;
  • ansiedade.

Tratamento

É muito importante o rápido reconhecimento dos sintomas para que o paciente seja encaminhado precocemente para um serviço de emergência. Algumas medicações precisam ser administradas em tempo hábil e o tratamento pode incluir, em casos mais graves, o implante de stents ou até mesmo a cirurgia.  

Como a empresa pode apoiar a saúde do coração do colaborador?

São fatores de risco para o surgimento das doenças cardíacas a obesidade, sedentarismo, fumo, consumo elevado de sal, alimentação desregrada, abuso de bebidas alcoólicas e outras hábitos não saudáveis.

Nesse cenário, a empresa pode incentivar seus colaboradores — a partir de programas internos — a adotarem um estilo de vida mais saudável. Para isso, a comunicação da empresa deve ser reforçada para divulgar e incentivar essas práticas.

Caso a empresa possua refeitório e sirva a alimentação na própria companhia, a mudança pode começar no cardápio do restaurante, oferecendo opções de alimentação saudável (frutas, legumes e verduras).

Convênios com academias de ginástica também ajudam a incentivar um estilo de vida com mais movimento. Além disso, patrocinar corridas e caminhadas, além de agregar à marca da empresa, também pode influenciar os colaboradores a participarem, o que é ótimo para o condicionamento físico.

Ginástica laboral na empresa e campanhas educativas, que elucidem sobre a importância das atividades físicas, também são ações estratégicas para afastar a ameaça de doenças cardíacas entre os colaboradores.

Além disso, oferecer um bom plano de saúde para que os funcionários façam os exames e controles médicos necessários, é fundamental para garantir uma equipe mais motivada e também saudável.

Como vimos ao longo desta leitura, são várias as doenças cardíacas, sendo que as citadas são apenas alguns exemplos das patologias mais comuns na população. Nesse cenário, é fundamental a empresa assumir papel de apoiadora para hábitos de vida mais saudáveis, oferecendo informação para a conscientização dos perigos das doenças cardíacas, assim como incentivar a prática de atividades físicas, aliada a uma alimentação mais saudável.

Se você gostou deste artigo sobre as principais doenças cardíacas, compartilhe nas redes sociais para que mais pessoas possam pensar sobre o tema!

O nosso plano é estar sempre ao seu lado por isso estamos por aqui também! Central 24 horas - (17) 3202-1223 SAC 24 horas - 0800 772 94 67

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *