Para oferecer melhores condições de trabalho, no que se refere ao bem-estar dos funcionários, é preciso entender mais sobre o conceito de saúde ocupacional e como aplicá-la no dia a dia da empresa. Você está por dentro do assunto?

Garantir a qualidade de vida do trabalhador deve ser uma preocupação constante dos empregadores. Afinal, colaboradores saudáveis e satisfeitos reduzem o absenteísmo e melhoram a produtividade. Ou seja, tanto o funcionário quanto a corporação ganham com isso.

Quer saber mais? Então, continue a leitura, pois, neste guia, trouxemos tudo o que você precisa conhecer sobre o tema. Confira!

O que é saúde ocupacional?

A saúde ocupacional é um ramo da medicina e um setor obrigatório dentro das empresas, independentemente do porte (pequeno, médio ou grande). Ela atua na prevenção de doenças e de problemas relacionados ao trabalho, tanto físicos quanto mentais, muitas vezes causados pela rotina e/ou ambiente laborais.

Para isso, ela desenvolve maneiras de proporcionar as condições ideais para assegurar a sanidade e a qualidade de vida do trabalhador dentro da empresa. Por exemplo, os exames periódicos para analisar os impactos da função e do espaço de trabalho na saúde do funcionário, a oferta de uma alimentação saudável, uma infraestrutura adequada para evitar lesões e acidentes, etc.

O objetivo da saúde ocupacional é bem focado no bem-estar a na qualidade de vida do colaborador. Além de prevenir problemas físicos, como enfermidades e acidentes, ela também visa o emocional, como a promoção de um bom clima organizacional .

É por meio desse conceito que os funcionários podem fazer as suas atividades no trabalho com a tranquilidade de estar em um ambiente seguro e de ter a sua saúde zelada também por parte da empresa.

Qual é a importância da saúde ocupacional em PMEs?

A empresa que se preocupa com o bem-estar de seus funcionários consegue criar um vínculo maior de parceria. Isso porque um programa eficaz de saúde ocupacional faz com que os colaboradores desempenhem as suas funções de maneira mais produtiva, já que as condições os favorecem.

Para isso, segurança, proteção e atenção integral à saúde do trabalhador é o que a empresa deve oferecer. Muitos empreendimentos que não se preocupam em promover a qualidade de vida no trabalho, não sabem que os empregados podem estar expostos a algum tipo de risco dentro do ambiente laboral.

Por exemplo, até mesmo uma função que não oferece perigo de acidentes pode desencadear um problema emocional no funcionário por conta do clima laboral, e é aí que a corporação pode ter “dor de cabeça”.

Se por um acaso uma situação ruim, que poderia ter sido evitada por meio da saúde ocupacional, aconteça e comprometa o trabalhador de alguma maneira, a empresa pode ter conflitos judiciais por parte do funcionário afetado.

Além de evitar os riscos já existentes, a implementação de um programa de saúde ocupacional também é capaz de detectar novas ameaças e outros erros que possam surgir, gerando novas propostas de soluções. Por tudo isso é que a saúde ocupacional pode ajudar na promoção do crescimento da corporação e melhorar a visão da sociedade em relação à empresa.

Quais são as vantagens de promover a saúde ocupacional?

A saúde ocupacional não é apenas uma maneira de garantir o bem-estar do funcionário, ela é uma via de mão dupla, já que a empresa também sai ganhando com ela. A seguir, explicamos algumas vantagens em promovê-la na corporação.

Redução de acidentes de trabalho

A segurança no trabalho é algo fundamental para que a empresa seja um ambiente salubre ao funcionário. Ao ter um programa de saúde ocupacional, a corporação também investe na redução de acidentes de trabalho, que podem comprometer o bom funcionamento da empresa e, até mesmo, gerar processos judiciais.

Imagine que o melhor funcionário de uma empresa escorrega em uma escada que deveria ter um piso antiderrapante, mas não tem. A falta desse colaborador pode impactar diretamente no desempenho da corporação durante os dias de afastamento, não é mesmo?

Quando se tem a promoção efetiva da saúde ocupacional, a maioria dos perigos são previstos e solucionados, reduzindo significadamente os acidentes de trabalho.

Aumento da produtividade

As doenças causadas por maus hábitos de vida e o clima laboral ruim são capazes de reduzir o desempenho de um colaborador. É aí que a saúde ocupacional entra para melhorar essa questão.

Um funcionário que se alimenta adequadamente, que está com a saúde em dia e que se sente seguro e confortável no ambiente de trabalho, provavelmente renderá mais do que um que não está nessas condições.

Já o contrário, um colaborador que está com a saúde comprometida e que não tem boas condições no ambiente de trabalho, tende a ter um desempenho menor, tanto pelas situações físicas e emocionais quanto pela falta de motivação que isso causa.

Redução do absenteísmo

Algumas das maiores causas de faltas e afastamento dos colaboradores são os acidentes de trabalho e os problemas de saúde física e mental. Como o programa de saúde ocupacional tem o objetivo de reduzir acidentes de trabalho e prevenir doenças, logo se ele é bem implementado, a empresa pode se beneficiar da redução do absenteísmo.

Satisfação dos colaboradores

Se sentir importante para a empresa traz mais satisfação aos colaboradores, que passam a entregar melhores resultados. Uma gestão que trata o funcionário de maneira humanizada dá mais motivação para fazer o trabalho bem-feito.

Diminuição da rotatividade

Saber que a corporação se preocupa e toma atitudes para levar mais bem-estar e qualidade de vida é algo que o funcionário considera, e muito, na hora de permanecer na empresa. Isso porque desperta sentimentos de gratidão e lealdade.

Dessa forma, empresas em que a rotatividade de empregados é muito grande, ou seja, que entra e sai colaboradores com muita frequência, devem investir na saúde ocupacional como uma maneira de reter os talentos.

Redução de custos

Em um primeiro momento, o investimento na saúde ocupacional pode parecer algo inviável. Entretanto, é possível ver os efeitos positivos em médio e em longo prazo. Por exemplo, ao eliminar do ambiente as situações que os deixavam insalubre, a empresa não terá mais que arcar com o adicional de insalubridade.

Fortalecimento da imagem da empresa

A imagem da empresa é muito importante na hora de conquistar novos clientes, pois se for positiva, agrega valor à marca. Quando a corporação vai além de atender à legislação e se preocupa verdadeiramente com a saúde, a segurança e o bem-estar dos funcionários, ela está no caminho certo para obter reconhecimento profissional.

Isso pode ajudar até mesmo na contratação de novos talentos. Afinal de contas, qual trabalhador não gostaria de atuar em uma empresa que tem real cuidado com a sua qualidade de vida e que oferece ótimas condições de trabalho, não é mesmo?

Como viabilizar a saúde ocupacional na minha PME?

Promover a saúde ocupacional em sua empresa pode ser mais fácil do que imagina. Primeiramente, é necessário contar com ajuda de profissionais capacitados, que podem orientar a melhor forma possível de incentivar a saúde e o bem-estar.

A seguir, trouxemos algumas ideias que podem ser colocadas em prática para oferecer uma melhor qualidade de vida no ambiente de trabalho aos seus funcionários. Veja.

Programa de alimentação saudável

Não é segredo que manter uma alimentação equilibrada é uma das chaves para ter uma boa saúde. As doenças crônicas não transmissíveis, como a pressão alta, o diabetes e as enfermidades cardiovasculares, são causadas pelos maus hábitos de vida, inclusive os alimentares.

Por mais que elas não sejam causadas exatamente pelo ambiente de trabalho, elas prejudicam, e muito, a produtividade da empresa e aumentam o absenteísmo. Dessa maneira, é interessante promover uma alimentação equilibrada a fim de preveni-las.

Caso a empresa ofereça alimentação no refeitório, procure fornecer um cardápio balanceado, incluindo frutas, verduras e legumes e evitando gorduras ruins, excesso de sal e de açúcares. Outras maneiras interessantes são as palestras com nutricionistas e a distribuição de material informativo sobre alimentação saudável.

Ergonomia

A ergonomia visa um espaço adequado para o funcionário realizar as suas funções com maior bem-estar e sem correr riscos de lesões. Ela é tão importante que está inclusa nas leis trabalhistas como Normas Regulamentadoras.

Pense em um funcionário que passa a maior parte do tempo digitando em um computador, por exemplo. Se não tiver um mobiliário ergonômico, se sentirá desconfortável rapidamente, comprometendo seu desempenho no trabalho e pode desenvolver dores na coluna ou LER (lesão por esforço repetitivo).

Além do mais, não é apenas em infraestrutura que a ergonomia entra. A maneira com que o funcionário deve executar as tarefas também deve ser analisada. Outro exemplo: um empregado que precisa carregar peso, deve ser orientado a fazer isso de uma forma que não prejudique a sua coluna e que evite acidentes.

Incentivo à prática de atividades físicas

A prática regular de atividades físicas entra no conjunto de hábitos que tornam a vida mais saudável e, consequentemente, evita problemas de saúde. Se um trabalhador passa boa parte do seu dia na empresa, essa é uma ótima oportunidade a ser incentivada.

É possível estimular os exercícios físicos implementando a ginástica laboral e o alongamento frequentemente no ambiente de trabalho. Montar grupos de caminhada e corrida fora do expediente também é uma boa ideia, desde que tenha um profissional de Educação Física para orientar corretamente e não haver riscos de lesões.

Palestras com profissionais de saúde

Uma das melhores maneiras de promover a saúde é informando as pessoas. Alguém bem informado tem tudo o que precisa para saber como cuidar melhor do corpo e da mente. Sendo assim, que tal apostar em palestras com profissionais de saúde?

Assim como o nutricionista pode falar e dar dicas de alimentação saudável, o fisioterapeuta pode explicar sobre ergonomia, um médico sobre como prevenir doenças crônicas não transmissíveis, etc. Tirar um tempo do expediente para esse momento pode ser uma ótima forma de conscientizar os trabalhadores sobre a importância de cuidar da saúde.

Campanha de vacinação

Embora não seja uma ação obrigatória, promover uma campanha de vacinação contra doenças que causam faltas e afastamentos pode ajudar, e muito, a reduzir o absenteísmo. Muitas vezes, os funcionários não se vacinam por falta de tempo para ir até o posto de saúde.

Por isso, levar a vacinação até os colaboradores pode ser mais efetivo na hora de imunizar o quadro de funcionários. Além disso, por ser algo que apenas empresas muito preocupadas com o bem-estar dos empregados fazem, é um diferencial que aumenta a motivação e o engajamento entre a equipe.

Estímulos para visitar médicos

Os exames periódicos oferecidos pela empresa, muitas vezes, contemplam apenas o diagnóstico de doenças laborais, ou seja, relacionadas ao trabalho. No entanto, como vimos, existem diversas enfermidades que também causam o afastamento e as faltas, prejudicando o resultado da empresa.

Por esse motivo, é interessante que a corporação incentive os funcionários buscarem médicos e fazerem check-ups (bateria de exames). Muitos problemas de saúde são silenciosos. Isso significa que os sintomas são muito sutis no início e quando chegam a se manifestar, é porque já estão afetando bastante o indivíduo.

Sendo assim, antes de esperar sentir algo diferente com o organismo, o melhor é fazer a prevenção e os exames para detectar qualquer alteração. Quanto mais cedo diagnosticar algum problema, melhores são as opções de tratamento.

Por exemplo, um funcionário que fez o exame de glicose e viu que está acima do recomendado, pode iniciar a dieta específica e o tratamento antes do quadro evoluir para uma diabetes. O que a empresa ganha com isso? Imagine que o mesmo colaborador passe mal por conta de um pico de açúcar no sangue e tenha que ficar afastado até se restabelecer. A instituição vai ter que arcar com a falta que esse trabalhador faz na produtividade.

A saúde ocupacional tem o objetivo de proporcionar mais bem-estar e qualidade de vida no trabalho. Além de deixar os trabalhadores mais satisfeitos e felizes, melhorando a sua produtividade, ela traz muitos benefícios para empresa. No final das contas, colaborador e corporação saem ganhando com a implementação de um programa efetivo.

Você sabe como oferecer o melhor em saúde para os seus colaboradores? Nós podemos ajudar! Entre em contato conosco e saiba mais!